Segunda-feira, 16 de Março de 2009

REGIONALIZAÇÃO: "QUE MIL TERREIROS DO PAÇO FLORESÇAM"!...

 {img_a}

"CONTRA A REGIONALIZAÇÃO", é o título de um pequeno livro da autoria de Alfredo Barroso, figura  de prestígio bem conhecida da nossa sociedade: Jornalista, membro do Partido Socialista desde a sua Fundação. 

 

Do PONTO 1 desse livro, "Ficção política perigosa", transcrevemos alguns excertos:

 

"Portugal é único na longevidade da sua história como Estado e como país independente, no forte sentimento de identidade nacional da sua memória colectiva, na pluralidade das gentes que constituem o seu povo e na rica diversidade do seu território continental".

 

(...) "A proposta de divisão do território continental em regiões político-administrativas é puramente artificial. Não corresponde a qualquer necessidade de autonomia política, económica e cultural manifestada pelas populações. Não tem qualquer justificação histórica. Não se fundamenta em diferenças nitidamente caracterizadas de natureza geográfica, étnica ou religiosa. Portugal é constituído por um só povo, que fala uma só língua. Não está dividido por quaisquer conflitos étnicos ou religiosos".

 

(...) "A regionalização do território continental é uma pura ficção política. Como já várias individualidades o afirmaram durante o debate em curso, é uma péssima solução artificial para um problema que nem sequer existia. Se for avante, a regionalização pode introduzir, a mais ou menos curto prazo, uma perigosíssima dinâmica de fragmentação do Estado. Pode propiciar a convergência de forças políticas, culturais e económicas centrífugas num país com séculos de existência e que se caracteriza por uma forte coesão interna. Pode transformar Portugal numa verdadeira manta de retalhos, completamente dilacerado na ordem interna e sem qualquer peso específico na ordem externa, seja ela europeia ou mundial".

 

(...)"À sombra da necessidade de descentralização e desconcentração administrativas - que é real e poucos contestam - está-se a brincar com o fogo e a «tentar o diabo» (como ainda recentemente escreveu Eduardo Lourenço), pondo seriamente em risco a unidade do Estado e a coesão do país" 

 

(...) "Num país com a história, a identidade, a dimensão e as características específicas de Portugal, a regionalização político-administrativa do seu território não é certamente a forma mais adequada para criar uma administração descentralizada mais racional, eficaz e desburocratizada. É, até, a forma mais preguiçosa e perigosa. Preguiçosa porque o processo de regionalização em curso é, de certo modo, uma verdadeira confissão de impotência. É como que o reconhecimento envergonhado da incapacidade dos sucessivos governos democráticos (e não apenas do actual) para promover uma reforma séria e profunda do Estado, capaz de modernizar, desburocratizar, desconcentrar e descentralizar as suas estruturas e os seus poderes, sem pôr em causa a unidade essencial, a autoridade democrática e a credibilidade interna e externa que o devem caracterizar. Mas também perigosa porque o processo de regionalização em curso é precisamente aquele tipo de tratamento que, pretendendo curar um doente, corre o risco de fazer com que ele morra da cura. Ou, então, numa versão mais perversa, pode fazer com que a doença se dissemine, reproduzindo o tão criticado centralismo e multiplicando o tão odiado e mítico Terreiro do Paço por tantos centro de poder político regional quantos os que forem criados. A menos que se pretenda que «mil Terreiros do Paço floresçam». O que não estará fora das cogitações de alguns regionalistas mais radicais". (Editora: GRADIVA)

===============================================================

 

PORTUGAL REGIONALIZADO NA P. IBÉRICA.

 

 

Onde está Portugal? Cosido, como manta de retalhos,

à Espanha das nações.

 

 

 

 

 

publicado por camaradita às 23:31
link do post | comentar | favorito
partilhar

"Antre mim mesmo e mim / Nam sei que s'alevantou / Que tam meu imigo sou" (Bern. Ribeiro)

Setembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Reavivar a memória para c...

Pôr este sacana na rua é ...

Aníbal Cavaco Silva é o m...

Regionalização - II: "A L...

Regionalização - I: "A LU...

arquivos

tags

todas as tags

online

pesquisar